sexta-feira, 5 de julho de 2013

(IM)Paciência...

Paciência mudou de nome, 
 de cara e de costume 
e também de lugar, 
uma boa mudada no visu 
mandando tudo ir as "favas" 
e sem ter porque voltar. 
Paciência se cansa da espera 
sempre apressada 
porque o tempo urge, 
palavras já não dizem nada, 
e todo distante é vislumbre... 
Paciência ensejas linhas retas, 
pois as curvas são indecisas, 
que a estrada esteja aberta, 
estreituras não arrisca... 
O tempo da paciência, 
por vezes é hora contada, 
nos clic's da consciência 
a espera é limitada...