terça-feira, 21 de maio de 2013

Quem eu era, quem sou?

O que era antes, 
 deixei de ser 
o que hoje eu sou 
também não sei dizer, 
Há uma curva no caminho 
bem no instante que eu mudei 
com uma pena de passarinho 
um nome qualquer lá deixei... 
Me desfiz do colorido 
preto e branco é o vestido 
que tão longo, 
 os meus rastros apaguei... 
Se eu quiser voltar pra lá 
já não tem como voltar 
eu não olhei para trás 
de frio sofri demais... 
Agora tudo é passado 
e ainda que tão estranho, 
fora de felicidade 
e no vai e vem da verdade 
já não me pertence mais...



 .