quarta-feira, 11 de julho de 2012

Caixinha de Ilusão...

A caixinha de ilusão
despencou, se abrindo ao chão
os sins todos se perderam,
restando apenas os nãos
os limites se enroscaram
numa grande confusão
e o anseio num suspiro
pediu libertação...
Coração jogou-se ao longe
abraçado a solidão,
enquanto a esperança aflita,
segurou o medo com as mãos...
De pronto o barulho estancou,
por imposição do silêncio,
a angústia a seu tempo
depressa ao sonho voltou...