quinta-feira, 29 de março de 2012

Porque não canso de chorar...

Choro porque sou triste
porque o intenso não domino
quando o tempo é só um momento...
Porque a vida é uma linha fina
cortada pelo vento,
a inibir o abano das asas,
esmorecida e sem sustento...
Choro porque tudo se acaba, a alegria
é grande, o instante é pequeno,
e o teatro abaixa o pano...
Os regatos são lamentos
frios desvios, enregelados pelo tempo
e eu choro porque não aguento...
Choro porque sou irrequieta,
pois que a vida escravisa
e não permite a festa,
impondo freio a carruagem
quando não quero esperar...

Então eu choro,
porque não canso de chorar...

Li@petitto