domingo, 20 de novembro de 2011

Pode ser, pode ser...

Pode ser que tudo seja desconexo
mas é verso, me atrevo a declamar...
São pedaços do universo, não difíceis
de juntar...
Partículas do tempo em pedaços,
jogadas pelo espaço, caídas em
cada lugar...
E quem haverá de entender, senão
pagar para vê, razões que não
se pode explicar.
Uma coisa, outra loisa, pode ser,
pode ser, já não há que contestar,
qualquer doido ou mesmo doida,
há de ter e se provar...
se a canção paira no ar, é chama
que faz a dança,
são dois p'ra lá e dois p'ra cá,
braços de rios, mar de esperanças...
E por que de duvidar se tudo
pode ser?
Sementes fecundam no ar,
é noite no amanhecer...




domingo, 13 de novembro de 2011

Os Discípulos na astrologia....

SIMÃO - ÁRIES
Zeloso e amigo seguidor de Jesus...
Tinha nas mãos a regência como a saber
que sentido tomar, com a mesma coragem
com que mantinha a integridade e segurança
dos seus, sem medo de lutar...

 TADEU - TOURO
Calmo, de semblante sereno e estável.
Como proprio signo terra, era ele
receptivo...
Paciente e prático, digno de confiança.
Timido e obstinado...

MATEUS - GÊMEOS
Coletor licenciado, o publicano e seguidor
do mestre, a exemplo...
Muito curioso, de espírito literário, perspicaz
e inteligente, de natureza dinâmica a querer
falar e ouvir a todos ao mesmo tempo,
um comunicador...

FELIPE - CÂNCER
Encontrado por Jesus no milagre da
multiplicação dos pães...
Tinha nos gestos o acolhimento e a
proteção a cuidar das coisas...
Introvertido, tranquilo e sensível...


 TIAGO MENOR - LEÃO
Era tido como "filhos do trovão"
junto a João, o seu irmão...
Trazia com ele a liderança, dramático
e orgulhoso no poder da expressão...

 TOMÉ - VIRGEM
Chegou-se mais aos discípulos, após
Jesus crucificado se tornando missionário...
Muito voltado para a perfeição, prudente e
meticuloso nas suas observações. Era o
crítico contestador, que somente acreditava
naquilo que via, bem como se lhe mostrava
a visão...

 JOÃO - LIBRA
De temperamento impulsivo e aos pés
da cruz se postara, o amado de Jesus...
Amante da paz, harmônico e justo, sendo
exilado numa ilha e de lá alçou voo para a luz...

 JUDAS ESCARIOTES - ESCORPIÃO
O traidor de Jesus, dado instante de
fraqueza, levando o mestre à cruz...
Mas tinha também virtudes, como coisas
do etéreo, espírito em transformação,
mesmo lá com seus mistérios...
Tinha jeito introvertido e de Jesus teve
amor e da perfídia arrependido, a própria
vida tirou...


SIMÃO PEDRO - SAGITÁRIO
O mais importante dos discípulos,
sendo ele o mestre dos judeus... Muito
religioso, um pescador de almas...
Expansivo, por vezes contraditório e
extremista a não gostar de ser contrariado,
pois que era um idealista...


 ANDRÉ - CAPRICÓRNIO
Fiel e devotado, calmo e perfeccionista
com as responsabilidades...
restritivo a impor limites, voltado para o
tempo e a sabedoria, dentro de suas
verdades...

TIAGO MAIOR - AQUÁRIO
  Mantinha-se mãos estendidas no
ombro de cada irmão, enquanto a  outra
abraçava os demais.
Sempre voltado para o trabalho em grupo
e embora rebelde e imprevisível, era muito
criativo a aspirar um mundo melhor...

 BARTOLOMEU - PEIXES
Atento e introspecto, o Israelita sem
dolo apontado por Jesus.
Dedicado e afetuoso a exemplo de fé e
sacrifício a absorver as questões, de
jeito compreensivo...

..........
Doze meses vão-se os anos
doze apóstolos houve um dia
e o menino mensageiro,
era filho de Maria...

Livinha

Nota: O poema é fruto de pesquisas baseadas nas características astrológicas, relativas a cada discípulo e não especificamente retirado de cada signo...



sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Muitas razões para amar...

E o que vai nesse pensar?
ah, isto eu não posso contar...
São motivos dos meus dias
e muitas razões para amar...

Sim, tem um nome, tem magia,
tem cores e poesia, tem um céu a encantar...
Uma passarela bonita, menestrel que me
excita, suor com cheiro de mar...

Também flor fluindo orvalho,
relva, capim molhado e o luar cá no
telhado, arfando a justificar...

Tem amasso, cheiro te mato,
tem fruto maduro e até... tem mordisco
e estalos, como arrepio no pé...

Tem as horas fantasias, das noites
trocando os dias e a virada boêmia,
d'um maroto e sua guria...

São devaneios de almas
vestidas em seus manequins
acenando a estrela-dalva,
com sorrisos carmesim...


Livinha