sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Muitas razões para amar...

E o que vai nesse pensar?
ah, isto eu não posso contar...
São motivos dos meus dias
e muitas razões para amar...

Sim, tem um nome, tem magia,
tem cores e poesia, tem um céu a encantar...
Uma passarela bonita, menestrel que me
excita, suor com cheiro de mar...

Também flor fluindo orvalho,
relva, capim molhado e o luar cá no
telhado, arfando a justificar...

Tem amasso, cheiro te mato,
tem fruto maduro e até... tem mordisco
e estalos, como arrepio no pé...

Tem as horas fantasias, das noites
trocando os dias e a virada boêmia,
d'um maroto e sua guria...

São devaneios de almas
vestidas em seus manequins
acenando a estrela-dalva,
com sorrisos carmesim...


Livinha