quarta-feira, 29 de junho de 2011

A convite do universo…

dois_peixe_pris_harmonia

Horas essas em desvios diferentes
tempos que não são os mesmos,
uns acordam tarde, outros mais cedo...
Aguas rolando abaixo, inundados
de rios, sustenidos choreiros...
Fontes que secam, ao que se esgota,
poeira certa o que não suporta...
A infelicidade pertinente, amaldiçoando
alegria, ranger de dentes, atropelo de dias.
A insensatez a buscar um réu,
se discrimina como serpente da hipocrisia
e se autodestrói, porque se alucina...
Rebola pedra e não observa, quão
adversa, sem dá-se ao intuito do pensar,
que o vento em suas horas incertas,
faz a rebatida, devolvendo arremessa
a origem do lugar...
E a nota sobressalta, satiriza desordenada,
a exigir o bemol, na docilidade da valsa
horas ocasionais, admoestas...
Um convite ao pentagrama microcosmico,
o universo necessitado de festa...

 Livinha

 

images5