domingo, 13 de março de 2011

Março, 14 - Dia da poesia...


Na morada da poesia...

Menina doce poesia,
mostra pra mim teu lugar
as vezes balouças na rede,
vezes outras, nas ondas do mar...

Se no breu tu és estrelas,
ao dia um sol a queimar,
grãos de contas na areia,
pedra fria a gelar...

Vezes asas passarinho
vezes ninho se deitar
passos na estrada, caminho,
noturna a suspirar...

Quão tempo vezes sem nome
vives longe, ausente, sem lar,
raios de luz, vagalumes,
um cisco perdido no ar...

Te vejo em flor, primaveras,
invernosa a conservar
outonal folha amarela
verão nova a sombrear...

Nos versos tens a morada,
nas pupilas os teus risos,
sois ilha, terra encantada,
entre lágrimas, paraíso...

Menina tu'asa é poesia
esvoaçante na imensidão
és nascente dia-a-dia
és vida em tua expressão...


Lívinha