quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Meus pensamentos...


Meus pensamentos disparam
numa viagem constante,
sempre correndo apressado
nos anseios delirantes...
Ele faz o trocadilho, no opaco vê
o brilho, silêncio a palpitar,
sente a vida no abstrato,
pega o concreto nos braços,
e se entretem no pensar...
E quando se vê atritado, não se perde,
dá-se a prova
segue atrevido ligeiro, arriscando
nova prosa...
Tenta competir com o tempo,
quer no ato ultrapassa-lo,
e por anseio de respostas, no vento
pega o embalo...
Sai buscando semelhanças, nos ornatos
do universo, atento em nova leitura,
a construir os seus versos...
E quando perde a compostura,
desengata a ligeirice, embriagado
entontece e pauseia se pondo em prece...


Livinha