domingo, 21 de novembro de 2010

Presunção...


Ah, quão cega presunção, de nada saber...
Deseja o que não crê, mas duvida do que vê...
E se transfere pr'outro lado, sequer percebe,
e faz risos debochados, dela mesma sem querer...

Lívi@petitto