terça-feira, 26 de outubro de 2010

27 de Outubro...

Fazer aniversário, não é completar mais um ano
de vida, mas estar sempre agradecida pelos
amigos de um dia e d'outros que vão se achegando,
florindo minha travessia...
Obrigada por estarem sempre comigo...

Ah Outubro...
Deste-me um número seguro,
bom sapateiro que sois...
Meu guia, minha estrada de partida,
místico do meu ser...
Sois meu porto à existência chegada,
berço de minha morada
somativo do meu viver...

Me sonhaste num janeiro
quando ainda germe fecundo
e me apontaste uma janela
para um breve mês de outubro...
De um pingo a um ponto, que
o tempo foi moldando,
vestindo-me roupa de vida e aos
braços da lida chegando...

Não sei porque, assim me ser,
todos os meus anos,
me sinto pequenininha, à vida
me abraçando...
Parece que revivo o aconchego,
e volto a renascer...
De ímpeto caio em pranto, pois cada
tempo que passa, sinto que não
envelheço e a um útero estar voltando...
Ah mãe, como queria ter você...


Lívi@petitto