sexta-feira, 28 de maio de 2010

Um sujeito oculto...


Quando as horas nada diz
o silêncio tenta adivinhar o que
ela esconde...
Espreita as suas hipóteses,
mas ela não corresponde...
Conformado, ele se entrega aos braços
do tempo e se finge imune...


Lívi@petitto