quarta-feira, 7 de abril de 2010

Colorindo...


Eu fico roxa de frio
e amarela de medo.
Nas veias a cor da vida
vermelho, eis o segredo.
Na pele me vejo em tom,
morena na cor marrom.
Se no azul eu busco o céu,
no verde me dou a esperança.
No preto, tristezas ao léu
e chupo Laranja, como criança...
E na brancura das águas,
mostro a minha transparência.
Jorrando no cinza aquarela,
deixo fluir minha essência
e vibro com o arco-íris,
debruçada na janela...


Lívi@petitto