quarta-feira, 3 de março de 2010

Sexo...


Sexo é um anexo
selado num canto da gente,
um ponto sacramentado,
revelador simplesmente...

Não segue atrás de consultas,
mas é sempre consultado,
pelos olhos do prelúdio
se faz solto, provocado...

É documento importante
diante das leis naturais,
procriador incessante
fórmulas das físicas morais

É saudável e prazeiroso,
pena não ser respeitado,
por um cio voluptuoso
sem amor, vulgarizado...

Jamais se dar por inválido
sempre vivo, a seu grado,
ativo por ser do seu gozo,
mas pode ser sublimado...

Sexo,
força de atração, consequência,
louvado a dois, comunhão,
entre bocas, mudas falas,
plenitude, fundição...


Lívi@petitto