quarta-feira, 10 de março de 2010

Morte e transição...


O que falar da inoportuna morte?
pra mim, não tem nada tão pior
há quem diga ser a sorte
mudança daqui, pra melhor...

Olhando por esse lado,
parcialmente eu concordo
depende da travessia
o nosso destino alcançado...

A morte é dissimulada,
sem cara, aterroriza e assombra
deixa a vida amordaçada,
e a felicidade em coma...

Não é no tamanho da dor
que se faz sempre vencida,
por vezes pequenas causas
ela chega e leva a vida...

As vezes penso ser bem pessoal,
a vítima de partida, seguir
já suportei um aneurisma
e essa briga, eu venci...

Quatro anos depois volta
querendo vingar-se de mim,
arrastando o companheiro,
por uma nefrite nos rins...

A morte é taxativa
ou a vida é contraditória?
um sentido de razão ulterior,
faz retorno a moratória...

Saudades...
*23/01/1962
†10/03/2005


Lívi@petitto