sábado, 27 de março de 2010

Eclípse...


De dia, ela se fingi adormecida
enquanto ele transparece
a noite, ela se deslumbra, se insinua,
ele admirado, se emudece...
e ela envolvente faz um eclípse,
lhe oculta, se desnuda e o embevece...