segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Divagando...


Ah esses pensamentos, cheios de incógnitas,
cheios de suspenses, me levando a divagar,
me promove o raciocínio, contra qualquer declínio
e o confuso a assoprar..

Sem passagens, me conduz a viagens infindas,
galgando o universo, apontando alternativas.
Me leva para o início, bem a começo de tudo,
mexendo nas minhas memórias guardadas
num tal de arquivos..

Me faz trabalhar por sequência,
a reparar minhas falhas
na correção das demências,
que minhas lembranças aclaram

Nas dúvidas que me assaltam
me envia ao pessoal, revejo dados
marcados no prontuário, informal
Alguns rabiscos ilegíveis e rasurados,
outros ainda, tangíveis e recuperados,
de uma era primordial

N'algum instante eu paro, sinto cansaço
brecando o pensamento, freio indagações,
Com ou sem respostas, dou um tempo,
acordando o absorto das minhas meditações...


Livi@petitto