sábado, 9 de janeiro de 2010

Teclados...


Ah, nossos teclados...
dedilhantes teclas, feito piano,
parece que as notas nem soam mais,
por uma rajada de vento, que se fez
perder o encanto...
elas tocavam simetria, nos seduzia
a um tango de inebriante chorrilho que
o tempo, nem percebia, conduzindo-nos aos
estribilhos...
depois, nós dois, entregues a valsa,
de notas tão intensas, nos vibros que extasia...
...e aqui, te sinto a falta, e tudo o que ouço,
é apenas sinfonia...


Lívi@petitto