segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Livinha em verso e prosa...


Me vire de todos os lados,
se desejas me descobrir,
sou clara, bem a meu grado,
nada tenho que fingir...

Espontânea e transparente,
o meu riso, sempre a ver,
qualquer lado que me tente
estou de frente pra você...

Pegue leve, com cuidado,
sou sensível até demais,
de todos os meus sentimentos,
só não ofereço os meus ais...

Meu externo, ao tempo pertence
alma num corpo, que se habita
outras almas que em mim adentram,
nas afinidades, são conquistas...

Não estou pronta, ainda em reparo,
me disponho a evolução,
meus defeitos, não são raros,
estou em busca da perfeição...



Lívi@petitto