quinta-feira, 30 de abril de 2009

O cravo e a rosa


Ih, larga a mão disso...
Você lembra quando o
cravo brigou com a rosa?
...então,
a rosa ficou despedaçada,
mas o cravo arrependido
também sofreu, adoeceu e
até desmaiou, assim a
mamãe contava..
Sabe por que?
porque no coração dele,
ficou, uma saudade danada,
uma dor amargurada
da falta de sua amada....



Livinh@__

terça-feira, 28 de abril de 2009

Deus...


Deus,
Hoje acordei sob o afago do teus braços
e me sentir assim, abençoada...
Os pensamentos em ti direcionados
mostrou a Fé em mim, perpetuada..

Sinto teu perdão diante de minhas falhas,
a beijar a minha face, quando em comoção;
Obrigada Pai, sei, nunca me desamparaste,
do rústico, ao processo de transformação..

Em toda a estrada por onde caminhei,
dados momentos cruciais, eu me perdia,
e ainda que eu fingisse, não te perceber
olhavas minha rebeldia e eu a ti, sentia...

Não sou mais uma criança, eu cresci
e ainda assim, mesmo que endurecida,
sempre me compreendes e a mim, sorrir
por toda minha existencia, em cada vida...

Obrigada Senhor!!!


Lívinh@__

Ainda estava verde...


Pensei que podia, que estava pronta
a sair por aí, exalando alguma coisa do que pensava
saber....
Quisera tivesse a certeza do que em mim desponta...
Errei, sei que errei, a fruta ainda verde, mostrava acidez..
A sede era tão grande, que bebi toda água da fonte,
sem degusta-la. Não estou ainda pronta talvez...
Mas ouço os anjos e revejo as aulas, retornarei a leitura;
um dia, da essência mais pura me embriagarei...
Então acordarei na maturidade, cujo mel da fruta
adocicada e pura, me fará evoluida voando para eternidade....


Livinh@__

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Discernindo...



Deixo meu "eu" num canto e digo:
sairei por aí, a visitar abrigos,
sejam lares de ostentações,
sejam lares do egoismo..

Vejo luzes ofuscando escuridão,
que a ela amansa a ousadia,
vejo a escuridão vazia e oca,
sem brilho, sem sabedoria..

A escuridão, sempre no seu eu,
não ganha o mundo, embutida em si,
vem a luz irradiante, robustecida,
estendida, apontando o porvir...

Fechados em nós, somos escuridão,
saindo, nos abrimos, entra o clarão,
havendo luz, é possível achar e ver,
observar em nossa volta, compreender..


Lívinh@__

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Eu e o Tempo...


Sou como o tempo
que sem contra tempo, muda.
Não adormeço sob o sol ou chuva
Pego carona no primeiro vento
que passa e mudo de lugar...
Virgulas, reticências e pontos,
não os uso, aprendi a paragrafear,
pois que na redação de minha vida,
não encerro textos, salto linhas
e faço o percurso.
O lívro da vida é um só, com
tantas vidas que já busquei,
Na minha história de agora,
o meu capítulo é o que sei...



Livinh@__

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Das matérias da vida...


Histórias de vidas, que se principia:
Um pergaminho do futuro
a se guardar;
Eis o nosso solo, a geografia
primeiros contatos a desenrolar
No português, entra os sentimentos,
virgulas nas restrições, reticências no
silencio, os porquês da curiosidade,
exclamações surprendentes.
Até que entra a matemática, nas
suas igualdades e diferenças,
somativas, multiplicativas e
complicada nas divisões.
Nos tornamos ladrões de nós mesmos
por nunca querer subtrair, em nossas
desinências...
Outrossim são nossas linguagens,
que se tornam estrangeiras, qdo
não falamos a mesma língua;
surgindo o desentendimento.
Ah, e a ciência, tão profunda e
bela, retrato da consciência,
espelho de amor e dor,
refletindo alegria ou torpor
Eis a primeira escola:
aprendizado, comprometimento,
ensaio, reparação;
Na Faculdade da vida, vem
a praticidade, doutras terras,
doutras linguas, doutras histórias;
Diploma das exatas, soletrado das letras,
eis a Glória!

Lívinh@__

terça-feira, 21 de abril de 2009

Homenagem a Joana por Adeus de sua filha Uyara..Deus abençoe sempre!!!


Mãe,

Não pense que sou o silencio,
mas sim o teu pensamento
na minha voz que fala
Sou o cheiro que exalas
em teu corpo,
quando expressas no rosto,
o teu sabor
por que sou fruto de ti...
Sou teu sorriso no espelho
porque em ti, me assemelho
ó mãe querida,
sou em ti a propria vida
em tua alma concebida
a velar-te o mesmo amor...
Não me veja longe assim,
perto de ti estou;
viva, sempre viva,
sou mais uma flor, no teu jardim

Livinh@__

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Sintonia...


Não existe distância de separação entre pessoas,
mas sim entre coisas. O objeto pode ser medido,
a criação humana não;
Pensamentos, se dão nas esferas absoluta, quando
conectados os corações...
A mente, poderosa força que se distancia ao mais
recôndito infinito, através da sintonia...

Paz na alma...

Livinh@__

Sou eu quem faço...


Não posso perder a alegria
pelo dia não ser de sol
Não posso deixar de cantar
por não lembrar da canção
O dia, sou eu quem faço;
danço com a chuva
e canto com os pássaros

Livinh@__

domingo, 19 de abril de 2009

Verdades..


As verdades somente podem ser ditas,

quando se navega sobre elas..

...e o lívro registra o dito,

que a vida dita.

Livinh@__

Paciência!!


Só mesmo o tempo,
é poderoso de uma brusca virada,
a vida é deveras complicada,
para administração.
Tudo requer paciência,
na lei de transformação;
Creio que a vagarosidade,
no anseio de acertar,
requer comodidade para o pensar.
Erros? são compreensíveis,
e até justo talvez,
pois que se não acontece
ninguém aprende de vez;
Oportunidade, senhora da bondade,
que nos dá a liberdade de poder
recomeçar;
Ela é amiga complascente, que se dói,
pelo sofrer constrangido que corrói,
para se alcançar a perfeição...
O caminho é longo,
é preciso compreensão, essa mesma
que buscamos para nós!!

Livinh@__

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Conversa entre amigas.. Eu e Suzana...


Sú, nossas linhas parece que se cruzam,
quando nossos papagaios estão no mesmo espaço,
fazendo os mesmos percursos.. é o que acho...
Você puxa sua linha daí, eu de cá e nesse
marasmo as vezes de rir, me esburracho, você
tbém... ainda bem!
Você tem reparado mana, que no meio de nossas letras
parece ter sumido toda a pontuação... só restou as
reticências, não sei se isto é mau ou bom, mas confesso,
peço a Deus clemência... e as virgulas? hummm acho que
estão aqui, no meio de nossas pausas, em nossas restrições
e a gente fica, nas lamentações... Exclamações? quantas!
indagações? demais... Ponto??? ai, a gente paragrafeia ou
encerra o texto...? Ih! tá na minha hora, deixe-me ir
embora... ah, a gente paragrafeia, tá bom assim?
Vamos?

Beijinhos mana,
bye, bye depois a gente
conversa mais...

*Lí*
Livinh@__

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Hei, espere!!


Espera TEMPO, vá mais devagar,
eu sei apenas correr, preciso me organizar,
não pegue carona com o VENTO, não sei voar;
depois, o VENTO é traiçoeiro, tira tudo do lugar..
Você urge e eu uff, já não mais aguento,
preciso descansar...


Livinh@__

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Amor, eterno amor...



O tempo que ficaste comigo
bem sei, foi pra reparar,
agora você cresceu
e aos anjos, tenho que lhe
entregar...

Voa meu amor,
voa bonito,
por este espaço infinito,
aqui não é mais teu lugar;
Tanto você me ofertou
e eu com todo o meu apreço,
a ti e somente a Deus agradeço..

Moldaste minha vida,
em mim, fizeste o acabamento,
e toda beleza que desfruto,
foi por teu capricho e contentamento...

Vidas, me auxiliaste a produzir,
quantos sorrisos me deste...
hoje me vejo aqui,
a destinar-te uma prece...

Segue Carlos,
hei, mas antes espere!
deixa eu te dar o adeus,
esse adeus, que nunca me deste...

Livinh@__

domingo, 12 de abril de 2009

Virando páginas...


Foi toda a minha vida uma festa
na infância, com minhas bonecas
a brincar,
na adolescência, com amigos
na mesa de um bar a cantar,
Amadureci, quando um par
me convidou a dançar,
em cada baile, um nascimento
um festejo, meus amores;
até que o silêncio, rompeu
todos os tambores...
Retirei as roupas do baile
e vestir uma outra funesta,
e foi esta, a mais intensa festa,
a que me fez chorar,
perdi meu par...
Penso que chegou a hora,
desta roupa também trocar...
Agora, estou a mercê das festas
a quem quiser me convidar,
sinto que a hora é esta
e de um acompanhante vou precisar.
Se não tiver quem me leve,
sem demora, vou sozinha,
quem sabe um desses
solitários homens,
não me convide pra dançar...

Livinh@__


΅◦._.◦:◦¤◦:◦._.◦΅*ﻶﻍﻶﻍﻶﻍ*΅◦._.◦:◦¤◦:◦._.◦΅

Estou com você, sempre!!


Por que choras e me chamas
não me sentes ao lado de ti?
estou presente em tua vida,
nos caminhos que tens a seguir...

Sou o teu abraço, teu sorriso,
sou aquele que vela teu caminhar,
sou a vida que te bate a porta,
sou teus olhos, a vislumbrar..

Sou teu irmão que te acolhe
te protege e de ti, jamais desisto
sou a força que a ti conduz,
Sou o Cristo e meu nome é Jesus...


Livinh@_

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Feliz Páscoa!!


Cristo é vida, renascimento, amor...
é o retorno vivo de refazimento,
é a consciência que se abre em flor,
nos campos libertos do contentamento...

Em cada anoitecer, uma viagem
liberando das amarras a quem se prende...
no alvorecer, nova luz que vem surgindo,
oportunidade oferecida ao que se rende

E aos olhos de tantas Marias,
cujas lágrimas o ser batiza,
é a vida que ressurge incandescente,
resgatando a esperança novamente...

Livinh@__

terça-feira, 7 de abril de 2009

Menestrel


Era ele vestido no todo azul
tão azul, desbravando o céu,
a voar brilhante e lívre, de norte a sul
a riscar encantos, em seu lírico canto,
como menestrel...




Livinh@__

Assim sejam sempre mãos...


Mãos, que com arte trabalham,
que criam e se entrelaçam
em manifesto de expressão;

Mãos, que se procuram, se unem
exalando todo um perfume,
de flores caídas ao chão;

Mãos que se acariciam,
com igualdade, reverenciam
a vida em sua manifestação;

Mãos, que trabalham a formosura,
dedicando-se a toda cura,
em prol de cada irmão;

Essas mãos que produzem amor
enxugam lágrimas, consolam a dor,
se eternece e agradecem a lida,
se posicionando em oração...

Livinh@__

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Sentimentos Ana>>>


Sentimentos...
Não nasceu para ser pisado,
como o chão denso, fácil de
ser fincado...
Sentimento é feito pra ser afagado,
amado e respeitado,
que vem ao mundo embalado
por um coração...
Difícil ver o mundo com amor,
fácil é achar que só o si mesmo
sente dor...
A indiferença, maltrata, faz a vida
ser amarga, sem cor e sem sabor.
Se te julgas ser um sofredor,
olha em sua volta, desate o nó do
egoismo e perceba,
que nesta vida estamos todos
no mesmo barco e somente
quem se salva é quem socorre o outro
Orgulho, pra que?
não somos nada e todos haveremos
de morrer...
Não colecione ouro e prata
a vida é rápida
e nada levaremos após o anoitecer.
É difícil compreender?
Coloque-se no lugar do outro,
ele é humano, como você!
Troquemos o Eu pelo Nós
e nunca estaremos sós!!!

Lívinh@__

sábado, 4 de abril de 2009

As rosas não falam?


Veja só que engraçado,
dizem que as rosas não falam
mas hoje estive com elas,
de cara me perguntaram:
Como vai a vida?
Estou com saudades dela!!

Livinh@__

Como vai você?


Através das diferenças, que podemos abraçar,
se achegar e compartilhar de uma vida de sorriso,
de um viver necessário e preciso, aprendendo
a dividir...
Olha nos meus olhos,
sinta o que minh'alma tem,
Você pode me ver, como te vejo tbém
e no teus olhos o desejo de ser amada,
do sentir-se querida, abraçada..
Vem! diga pra mim,
como vai você?

Livinh@__

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Que faço eu da vida, sem você?


Obrigado meu amor,
pelos cuidados que um dia, a mim destinou,
anti as horas de minha sofreguidão;
bem sabias sei, estou certa disso,
que irias partir, e me deixar na solidão

De tudo um pouco me ensinaste
notória se mostrava o seu proceder,
penso que, se houvesse te lembrado,
também teria, me ensinado a te esquecer.
Saudades...

Livinh@__

Melhor ser criança..


Finjo que ainda sou criança,
por meia alegria, que me restou,
sobrevivo de uma dor tão deprimente,
que por isto ausente, de mim estou...

O tempo me passou uma rasteira,
me fez feliz e apaixonada,
levando depois meu amor;

Não sabia e até hoje de nada sei,
do porque da vida, me fazer tão enganada,
sei apenas que sou metade centenária,
e que muito nesta vida naveguei...

Não joguei pedras no céu
porque em Deus sempre acreditei,
mas parte de mim, joguei ao léu
mergulhada na saudade, me entreguei...

Livinh@__

Conquistas...


Sejamos todos vencedores
na luta de nossos objetivos,
deixe o desânimo de lado, jogue fora!
sejamos o exemplo vivo

Acreditar em nós mesmos
é consciência de que somos capazes,
conter-se perante opiniões alheias
é acabrunhar a coragem, acovardar-se...

Livinh@__

\Não me negues


Espere por mim, rio afluente
te seguirei contente, onde me levar,
preciso de tuas águas copiosas
para navegar, navegar..

Não me deixe por aqui, preciso ir
no teu jeito brincalhão, esvaecer
me molhe, me encharque, ensope!
imprudente eu serei junto a você..

Deixa eu descer a serra,
permitindo ser teu curso,
perfazendo teu percurso
nas belezas dessas terras

Desejo ser em você, tua afluência
nos vários braços que segues,
aventurar-me em tua conivência,
deixa-me rio! por favor, não me negues...

Livinh@__