sábado, 28 de fevereiro de 2009

Do simples ao complicado...


É tão simples ouvir uma musica tocar,
o mais complicado é cantar com ela,
Tão simples observar céu e mar,
complicado entender o seus segredos,
Tão simples, observar defeitos do outro,
complicado se torna tentar compreende-los..
O simples é o sensível que de longe olha
enquanto o complicado chega e atrapalha;
assereno o complicado, que dorme profundo,
libertando o simples, adentro o mundo....

Livinh@__

Amigos...


Amigos são preciosidades deixada
no caminho da existência,
aguardando a hora do reencontro,
em outrora convivência...

Notada por intensa afinidade,
num sentimento verdade,
sobrepujando as diferenças;

laços de amor conquistados
no aparente esquecimento,
mas no coração gravado...

Amigos, são almas co-ligadas
reintegrada na dor e na alegria,
outras vezes reparadas,
no percurso de uma mesma travessia

Livinh@__

É um clic que dar...


O amor, tropeçamos com ele diariamente
mas apenas tropeços, sem reparo, sem notar,
porém quando se dar o encontro, abraçamos
e deixamos nos abraçar....
É um clic que dar, quando saimos da gente
deveras contente para ele olhar...
O amor é o centro dos sentidos,
ligados e bem definidos, que recíproco,
chega pra ficar e jamais abandonar...

Livinh@__

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Moradia de Poeta...


Poeta é como uma casa
nunca vazia,
cheia de encanto e magia,
feita de inspiração...
Trás com ele a natureza,
forrada de encanto e beleza
em sua contemplação..

Faz da noite, o seu dia,
desemborca céu no mar;
quando triste, busca alegria
na forma do seu cantar;

Transforma tudo em metáfora
se espelha e se assemelha,
por onde passa, a se encontrar..

Poeta, eterno colecionador,
por onde passa recolhe,
o lenimento pra dor,
da tristeza, faz a graça,
por onde caminha, perpassa
tapete feito de flor...

Livinh@__

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Alma que fala...


Outrora me fiz em vida,
depois em espírito, quando morto;
Hoje sou apenas linda alma,
que vive e habita um corpo...

Livinh@__

Eu só quero um abraço...


Eu só queria um abraço,
poder sentir no compasso
o seu coração junto ao meu..
Eu só queria um abraço,
como duas pontas de fita
que se unem, entre-laçam
e dá um nó com o seu...
Que fosse assim como raízes,
que se ramifica, se mistura
e eternamente ficam...
Eu só queria um abraço,
quando no silencio, me refaço
da minha dor..
Eu fecharia meus olhos,
ouviria teus passos,
e sentiria esse abraço,
como os braços do Senhor...

Livinh@__

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

O "Q" da minha alegria...


A minha alegria,
tem um "Q" muito engraçado:
vem de forma inesperada,
por vezes, sorrindo do nada...
Eu mesma fico impressionada,
que sem motivos nem razão,
faço cantar meu coração..
Se a tristeza se aproxima,
finjo que não estou bem,
por mim, ela passa direto
pra pertubar outro alguém...
e depois que isto acontece,
esburracho a dar risada,
coitada da dna tristeza,
sozinha, desesperada...
Não é que eu queira ser ruim,
não, eu não sou assim!
mas se pra ela eu der entrada,
que será que vai ser de mim?
Sem mais nem menos, as vezes
me pego desanimada,
meu Deus, onde deixei
a minha alegria encantada?
e dona tristeza safada,
passa por mim desconfiada,
de cara eu digo pra ela
Vá embora sua vadia,
me devolve a alegria,
que você não tá com nada!!!

Livinh@__

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Minha Lívia


Minha Lívia,

Pense ao olhar para o céu,
que sou aquela estrelinha;
creia, a distância inexiste
porque estou contigo, amada minha

Nunca te sintas sozinha,
ao seu lado, sempre estou
sinta minha Lívia, Lívia minha,
por toda existência, amor te sou

Chore sim, pela saudade que sente,
mas jamais ouvides o sentimento,
o amor, segue além de qualquer tempo,
é aliança de Paz e Contentamento...

Carlos
(Salve: 23/Fevereiro)

domingo, 22 de fevereiro de 2009

O Meu Pierrot...


Foi no trem da alegria
num carnaval da folia,
que ganhei meu Pierrot
e hoje estou a chorar,
um carnaval que passou
Uma colombina que seca,
as lágrimas que ele molhou
ao me ver fantasiada
por mim se apaixonou
Ele tinha alegoria,
em toda sua expressão
e jogava serpentinas
no meio da multidão,
dizia ser lantejoulas
que mostrava o meu clarão...
Parecia um mestre sala
rondando uma Porta bandeira;
foliões caiam na farra,
sambando a noite inteira..
O dia amanhecia,
e purpurinas riscava
era quando ele dizia
que eu era de ouro e prata..
Hoje chora a colombina
na lembrança desse amor
é a saudade que grita,
a falta do seu Pierrot...

Livinh@__

A minha fantasia....


Revirei o meu armário
para encontrar fantasia,
deveras que seja a mais certa,
na busca da minha folia...
Achei a da alegria,
que estava opaca e fria
depois, encontrei a da vontade,
rasgada, pela metade;
ah, e a dos anos dourados?
sem brilho e amarelado..
Lembrei-me então, da satisfação,
mas se encontra de molho,
no balde da desilusão..
Fecho a porta do armário,
olhando na cabideira do quarto,
a fantasia tristeza,
sozinha, triste de fato;
Decidir que vou com ela
para espantar todo o mal,
mas vestindo ela no corpo,
esqueci do carnaval...

Livinh@__

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Filhas minha....


Amo tanto minhas filhas
que ninguém imagina o quanto;
são elas que me sonorizam o canto
e me inspiram a cantar..

O amor se fez maestro,
por duas metades em travessia,
iniciando uma orquestra,
de sentimentos e harmonia...

Logo uma cifra,
começara a nascer, e a musica
se expandia, por todo nosso viver,
Um violino, um violão, um contra-baixo,
uma canção,
e eu seguindo, na minha rima,
com a outra metade, no coração...

Livinh@__

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

No coração do poeta...


No coração do poeta,
tem uma ferida aberta,
que a ele próprio sustenta
e todas as dores que chegam,
ele sofre, mas não lamenta...

Tem na poesia um bálsamo,
que se decifra em canção,
faz da tristeza, alegria
em busca de sustentação...

Transforma todas as letras,
em águas que doce balança,
navegando sobre elas,
qual leito-rio de esperança...

Livinh@__

À primeira vista!!


Foi amor a primeira vista
quando a esse mundo cheguei,
de cara, casei com a vida,
por ela me apaixonei...

O meu coração faz sentir
quando em outro, bate o olhar,
que o amor estar alí,
querendo me enfeitiçar...

Como é bom se apaixonar...

Livinh@__

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Confie!!


Ei, por que você não acredita
na vida, no amor?
Chega de anseios e desenganos
como ser humano, que não se mostra,
se esconde e não se gosta,
com tanto para oferecer...
Por que não acredita em si
no quanto que ainda tem por viver?
Vamos, eleve a sua alma, pra cima,
você é uma pessoa linda
e nisto precisa crer!
Não faça como Tomé
somente ver para crer;
lembre-se do Cristo
e nunca abra mão disso,
que crendo, você haverá de ver...
Isto é possível!!

Livinh@__


Frustração...


Não lido com a frustração,
razão pelo qual nada planejo,
deixo então entregue aos sonhos
a ventura dos desejos...

Livinh@__

domingo, 15 de fevereiro de 2009

Origem da construção...


A razão está lá trás, na origem da construção...
Se o alicerce não se formar através de base sólida,
a viga não se sustenta, caindo em destruição...
Assim, somos nós seres humanos, em nossos
conflitos existenciais..

Lívinh@__

Real presença...


Me perguntaram outro dia,
se eu era de verdade;
confesso que me assustei
por tamanha curiosidade...
Deixei pra lá, respondi
depois, de algum tempo, refleti
como convencer que sou real
se todos pra mim, são virtual?
Logo, em virtual, também me converti!
Do lado de cá sou real, é fato
me vejo, me sinto, sou tato
Tem dias que estou inteira
noutros dias sou um trapo..
Sinto fome e sinto sono
durmo e acordo, no trampo
as vezes sou alegria e amor
de repente, tristeza e dor.
Canto, teclo e me encanto,
me divirto e me espanto...
Sou igual a todo mundo
e aqui mostro a diferença,
no virtual, sou simplesmente Livinha,
e no real sou presença...

Livinh@__

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Sou mulher que ama...


Amando, busco respeito,
você acatando o meu jeito
de me ver como uma mulher...
Não me apego de forma enlouquecida,
pois que a mim mesma, sou reconhecida,
de um amor que não se faz o que quer...

Livinh@__

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Noite abençoada...


Chegada a hora da viagem,
quando a noite trás passagem
na reserva do silêncio..
Não precisa levar bagagem,
quando a eternidade se alcança,
um outro corpo descansa...

Livinh@__

O vermelho da rosa...


São pensamentos que exalam o cheiro da rosa,
lembranças, que ebulem meu sangue,
em seu rubror, na mesma cor,
que me leva a uma saudade de amor...

Aquieto meu coração
nessa tarde de verão que me trouxe você.
É uma sensação que me acalma
e me faz crer...

Livinh@__

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Conversa de criança...


Oi *sarim!!
Por quê seu nome
é igual ao meu?
Você é diferente deu,
só o ôtro nome que muda...
Você é Pinguim Sarin
e eu Pinguim de gente...
Acho que vc é danado,
vivendo nesse lugar gelado,
anda com pé de pato e,
devagar sai, com rebolado..
Se sente frio, por que não se muda?
pensa que você é um craque
nessa roupagem de fraque?
Lá na casa da minha tia,
tem um "sarim" como você,
mas ele é mal humorado,
fica estático, parado,
em cima da geladeira...
Lá tem uma "mocha"
que sempe lava ele,
"igal" minha mãe lava "locha"
diz que ele tá com poeira..
hí!? não tem poeira em você
por quê???

Livinh@__

*Sarim - Linguagem infantil - Passarinho

Perfil...




Que me venha um amor inédito
cheio de encanto, de peito aberto,
para a mim, enaltecer..
Que chegue suavemente,
mas que saiba ser ardente
do dia ao anoitecer...
Que seja um homem eloquente
totalmente diferente ao chegar
perto de mim,
trazendo pureza na alma,
uma paz que me acalma
como flores de jardim...
Que me traga o brilho das estrelas,
Que me chegue como a lua,

sendo a propria silhueta do luar
e que amando, vibre a se encantar..
Que nos seus encantos, se desnude,
se entregue e se vislumbre,
me despindo ao seu olhar..
Que me seja homogêneo, me fale de sonhos
e diga que quer ficar
Minha alma tem segredos, encantos,
desejos e um mundo de amor a entregar...


Livinh@__

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Desabafos...



Olá!! Como vai?
Comigo tudo mais ou menos
levando nas minhas inconstancias
o meu veneno....
As vezes a gente fica pra baixo
com o coração cabisbaixo,
traduzindo apenas dor,
mas e daí, seja lá como for
a gente tem que se distrair,
se não, a gente não segura a peteca,
e sai por aí, levada da breca
esquecendo de sorrir!!
Esquecer, esse é o meu lema
ainda que me seja um dilema,
mas o que fazer? morrer?
Não, a gente tem muito por viver
cumprir a missão a rísca
e você sabe,
quem não arrisca, não petisca..
hahaha
Essa você já conhecia né mesmo?
então, corra pro banheiro,
lave o rosto bem ligeiro
e abra esse sorriso maneiro
que somente você, pode ter...
Aff. Tá pensando que tô louca né?
tô não, apenas oscilando..
depois, louco! quem não é?

Livinh@__

A inspiração, aguça ainda mais
quando estamos tristes, angustiados,
saindo até pelos poros.
A mente tumultua e os pensamentos
vagam, rebuscam e nos deixa nua,
aos olhos do vento,
que abusado, nos vasculha
esparramando o sentimento...

Livinh@__

domingo, 8 de fevereiro de 2009

Era tudo o que queria...



Quando me refiro a saudade
uma caixa dentro de mim se abre
me levando a todas elas
Umas me chegam sofridas
e eu, em rebeldia,
opto por aquela mais bela:
a infância, onde existia alegria...

Livinh@__

A Velejar...


Saudade que me leva a velejar
em lágrimas que chamo de mar
Quero gritar seu nome na distancia
pra não sufocar sua imagem
solta no ar...
Relembrar d'um momento
contido, preso,
delírio de um coração a sonhar...
Sonhar, pra que sonhar
e não tentar retomar o passado
que tragado, se perdeu
Ficou na lembrança
esse momento vibrante
que dois amantes, juntos conheceram...
Nada mais que a fantasia,
de um castelo a levantar
do passado, um presente
do presente, um desejar...


Livinh@__

Tudo por um mimo...


Não me mime tanto
posso encher-te o ouvido
com meu pranto...
A tua noite é uma benção
e foi feita para o descanso,
Se permitir que a criança chore,
fará com que você se apavore
e perca o teu sono...



Livinh@__

Sim, elas existem...



Existem pessoas,
que sabem chegar com jeitinho,
massageia corações
deixando alento e carinho..
Existem pessoas,
que não se interessa
em saber quem somos
parece mercurio-cromo,
curando nossas feridas...
Existem pessoas
que até por um olhar,
são capazes de advinhar
o que estamos passando,
Existem pessoas,
que se doam simplesmente,
que sequer se faz lembrar
da dor que somente sente...
Essas pessoas,
estão meio a multidão
e sequer são percebidas
que tem alma e coração,
mas elas estão caminhando
com força, cabeça erguida
e não maldiz de ninguém..
Quando se volta aos problemas
creiam, não os encontra mais,
enquanto cuidava de alguém,
O Senhor, curou seus ais..

Livinh@__

Quando a ficha cai...


Alguns momentos
nos permitem dissipar,
acreditar numa luz
acolá, no fim do túnel
na esperança de encontrar Jesus...
São carona que pegamos
nos embalos do tempo,
amigos que conosco,
confabulam dos mesmos
sentimentos...
Porém as vezes,
sem que menos, esperamos,
tropeçamos com desenganos,
que nos retiram dos olhos, panos
que escondem o nosso eu...
A gente volta lá trás,
procura aquele ser especial,
e não encontramos...
Até que caimos na real,
lembrando de nossos ais,
da partida da pessoa amada...
Na mente vem somente um quadro
assim escrito:
Adeus, não volto mais...
É triste isto.


Livinh@__

sábado, 7 de fevereiro de 2009

Do exterior para o interior...



Enfrentando os medos,
encaramos desafios,
permitindo nossas descobertas...
Assim, proporcionamos ao sensitivo,
fazer em nós a leitura interior...
Em estado positivo, tudo se move,
tornando o invisível, visível
ao exterior...

Livinh@__

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Desânimo...


Eu sei que tenho tentado
superar o que passou
mas as vezes penso
que a estrela guia, apagou.
Meu Deus, retira o que me angustia,
me devolve a alegria,
me tira desse torpor.
Tenho agradecido a Deus
o tudo que ele me deu,
mas algo falta em mim,
que desanima, me deixa ruim.
Sinto vontade de sumir,
mas nem sei pra onde ir,
o tempo, chega como vento
remexe no meu passado
me naufragando em lamentos.
Se penso em gritar
temo que pessoas distorçam
aparente situação
me pondo em camisa de força,
matando minha ilusão.
Os julgamentos, estão aí
ninguém nos ver como irmão,
eternos réus, somos da vida
e nela, ninguém tem razão.
Ah Deus, você taí do lado de cima
nem posso dançar nessa rima,
porque a musica parou,
tristeza é só o que ficou.

Livinh@__

Quem é aquela?


Vou até minha janela
para prismar o horizonte,
vejo pessoas, e aquela?
que passa por cima da ponte?

Parece-me familiar,
mas não sei, quem estar lá
segue vagando, maneira,
observando bela e faceira,
o céu com as aguas, se encontrar..

Alguém está a me chamar,
me ligo, noutro lugar,
pois daqui de minha janela
so vejo um prédio acolá...

E ela? Ficou por lá...

Livinh@__

Acredite!!


Vir para te abraçar,
abraçar forte,
fazer parceria com o teu coração
Se te sentes triste, acabrunhado, sozinho
siga os dias com jeitinho
te sentindo o coração.
Creia na vida, na sorte,
encaixe a alma em seu físico porte,
e saia a caminhar...
Observe nas pairagens do tempo,
a vida que Deus se fez doar.
Veja acolá as borboletas,
que bailam em meio as flores
na musica que estais a pensar.
Veja quanto sicronismo,
entre o céu, a terra, o mar..
Observe as abelhas
o mel à nectar,
as aranhas tecendo suas redes
pra o alimento fisgar...
As formigas, sol a sol
no trabalho incansável,
construindo a morada
para um inverno agradavel
Tudo isto é um abraço,
da natureza, entre-laços,
quando que o tempo não pára
das manhãs, ao entardecer.
É a existência a nos dizer:
Deus está cuidando de você!

Livinh@__

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Por que Choras?


Por que choras linda criança
ainda com a vida por iniciar,
não vês que sois a esperança
pra esse mundo mudar?

-Choro por sentir vontade
de carinho, de fraternidade,
para a vida me alegrar...

Sou ainda uma semente,
trazida, de um jeito qualquer,
mas eu já fui rejeitado,
lamento, ninguém me quer.

Não me basta ter abrigo,
busco proteção amiga,
braços que a mim afaguem
não só roupa, cama, comida..

Quero uma mãe para amar
um pai para me proteger,
somente assim encontrarei
uma razão pra vencer.

Como posso ser esperança,
vendo tamanho *truísmo
quem pode me dar segurança
nesse mundo de egoísmo?

Livinh@__

*Truísmo - s.m. Verdade Evidente

Fidelidade a Deus...


Quem é você criatura
Que passa a vagar nas ruas
sem teto e sem par,
assim tristonho e sozinho
sem forças para caminhar

Quem é você criatura
assim, sem eira nem beira
mostrando fome e frio,
descalço a chutar poeira...

Se pra você bateram a porta
negando um pedaço de pão,
não se negue à propria sorte
jaz morto em desilusão...

Não se sinta assim perdido
a luz da divindade te acolhe,
não se detendo no caminho,
nessa força, que em ti recolhe

Nada tema perante à vida
dos desafios em questão
anjos do bem te auxiliam
naqueles que te vêem irmão.

Livinh@__

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Reciprocidade....


Mandei besinhus
pra todu mundoooo
e ninguém mandou pá eu
Eu atilei o pau nu gato
será que ele morreu?
Hum! medu di ôtlo gato
pega eu....

Livinh@__

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Psiuuuu!!


Pega aí,
Meu doce beijo,
meu carinho e meu apreço.
O dia que a mim sorrir,
é o mesmo dia, que ofereço...
Não some, nem desapareça
venha sempre me visitar,
ainda que por pouco instante
quero pra você olhar...
Você assim tão distante
pensa que não se pode tocar
ah, você tá tão enganada,
meus pensamentos, nos seus
em sintonia se dar....
Agora vire o rosto e receba
o beijo que estou a mandar
o seu, aqui eu espero,
tome lá e me dê cá!!

Livinh@_

Me apaixonei pela vida...


Hoje eu descobrir
que pela vida me apaixonei
acordei de um breve sono
foi quando conta me dei...
que nas flores existem vida
muito mais que imaginei,
pois além do seu perfume
elas não morrem, acreditei!
No solo caem, se renovam,
é o destino, é a lei...
Levei isto ao pensamento,
e através do Bom senso, pensei:
Que a vida em si, não se extingui,
não se acaba, se renova
bate e volta, indo e vindo
eis aí a nossa prova...

Livinh@__

domingo, 1 de fevereiro de 2009

No sopro Divino...


É no sopro de Deus
que a minha nave voa,
transparente, flutuante,
no universo a planar;
e no canto entoa
uma canção de ninar...
Segue além do horizonte,
no infinito, distante,
para um encontro se dar...
Não é abóbora da fábula bela
nem carruagem da cinderela,
é sensação a varar

Livinh@__

Quando pensam em mim...


É lindo quando alguém me diz:
Acordei pensando em você...
Isto me faz pensar que
a gente ama pessoas e não as tem por perto,
pra falar, somente calar...
As ansias, são as mesmas,
o silencio, difícil de digerir e a gente entra nele
somente pra não sucumbi...
É aí que a gente flutua
consultando as estrelas pra nos descobrir...

Livinh@__

E o que passa?



O que passa é a passarada,
me convidando a voar...
Ela chega em revoada,
para o meu pranto secar....

Livinh@__

Irmandade...


Sou alma que circula à vida
assim como tu
Sou ovelha do criador
que ao mundo chegou
num corpo nú...
Enquanto isto
chegaste, por outro caminho
que não o meu,
mas talvez a irmandade
em outra era se deu...
Não importa de onde viemos
mas do pouco que sabemos
trazemos boa impressão,
Traçamos a nossa jornada
cada uma numa estrada,
até que numa topada
a gente se encontrou...
Agora me responda,
por favor:
Somos felizes?
indagações em torpor,
essa tal felicidade
que devemos ao criador,
sucumbi nossas verdades
calando a nossa dor...
Caminhemos então,
fazendo a nossa parte,
como criança, nas artes
a esquecer o que passou..
Sublime seu amor à Deus
cuidando do teu jardim em flor..
O amanhã...
a gente muda, se desnuda
e se desarma
volta a sorrir com graça
pra'queles que nos substimou
Enquanto Deus, nos acalenta
a alma e nos dar o seu amor...

Livinh@__