segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Cinema mudo...


Um silêncio, que as vezes nada me diz
outras vezes, quem sabe, me diz tudo...
um silêncio talvez, que confabula comigo
um cinema mudo...
que deixa nuances e alguns relances,
n'algumas noites ou por alguns dias,
o que me faz pensar, que estou a contracenar
com o tempo, se na sala tem platéia e se
estou sendo compreendida, pelas minhas caras
e fotografias...
cenas de teclados que falam, sem muitas mazelas
bem como o Charles do Chaplin ou Chaplin
do Charles, nos gestos que se embaralham
da fechada tramela...
ninguém entende nada, no silêncio do mudo,
no surdo das falas...


Lívi@petitto