domingo, 4 de outubro de 2009

Eu(s)


Me coloco inteira sob teus sinônimos
enquanto você, no seus antônimos
procura me fazer entristecer...
Nos ouvidos, te assopro reticências
e você indiferente, me atira em padecer...
não me conjugas os verbos,
como se teus predicados, fosse toda
a diferença
Te vês sempre como primeira pessoa,
sequer me tens como um singular,
ou um especial qualquer,
mas sabes julgar, o meu bem querer..
Nunca estais em consonância comigo,
és a pura petulância em seu proceder..
Ei, não vês que não sois a gramática,
deleta o teu ser sistemático e
se liga nas construções, busque primeiro
recursos, eu posso te ser, te ajudo!
a modificar tuas más expressões...

Lívi@petitto
ઇઉ


...................................................................................................