terça-feira, 15 de setembro de 2009

Segredos...


Que ninguém tenha visto
onde escondi meus pensamentos
quisera os pudesse dividir,
me envergonho, são lamentos...

Tem minhas cartas, minhas letras,
uma cartilha, lenço, cadernetas,
meus desabafos, minhas indagações
meus erros, minhas paixões...

Tem os meus pontos, minhas virgulas
tem as minhas reticências...
tem os verbos que mal conjuguei,
com as minhas maledicências...

Também tem as terceiras pessoas,
que eu julgava que conhecia,
meu orgulho, me fazia soberana e,
lotei minha mala de hipocrisia

Ah, as minhas notas musicais...
são todas feitas de nostalgias...
por que guardei tantas tristezas,
e tão poucas somas de alegria...?

Sim, eu lembro, bem que me lembro,
o que minha mãe sempre dizia:
filha, divida o belo, subtraia o triste!
de fato, eu era feliz e não sabia...

Lívi@petitto


...................................................................................................