segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Deixa....


Vem, deixa que eu te aqueça,
e nos meus braços te enlouqueça
pra que não tenhas pressa de sair...
Fica comigo, faz do meu corpo, teu abrigo
para que depois eu te faça dormir...

Vem meu menino, imperativo,
me enalteça como seu substantivo
que no rebuliço desse verbo,
te conjugarei
dar-me a sentença de amor perpetuo,
que seguirei então o teu decreto,
e entregue a ti, eu ficarei...


Lívi@petitto


...................................................................................................