segunda-feira, 18 de maio de 2009

Da Partida...


Trago a certeza da minha partida,
sem mesmo recordar da hora marcada,
a mala, tenho feito em toda minha lida,
sem que ainda terminada, à despedida...

O mapa do caminho, sou eu quem traço,
erro muitas vezes e o refaço..
reconstruo nas quedas, quando cego,
e se peno, insisto, mas não me entrego..

E vou florindo, nos rabiscos faço cor,
entre caprichos, meus sentidos se opor,
e modelando, objeto erros falhos,
os incinero, e recomeço com amor...

E vou seguindo, a cada fresta de luz,
uma voz a me chamar, eu ouvirei
desse mapa nos rabisques, me conduz
a hora da viagem, que sorrindo, eu direi:
Obrigada Senhor...


Lívinh@__