segunda-feira, 31 de março de 2008

Presente de Deus


Deus depositou em meu coração
a capacidade de discernir
das adiversidades em minha razão
nos meus direitos de ir e vir

Deus me deu a vida
o dom da alegria e do amor
me mostrando o caminho
para rega-lo em flor

Deus me deu a beleza
quão bela ser a natureza
em todo o seu explendor
afastando de mim a tristeza

Por isto Deus me afaga
velando-me em abandono,
nas bençãos que em mim emana
enquanto refaço-me em sono...

(Livinha,31/março/2008

domingo, 30 de março de 2008

Difícil


Como é difícil amar

doar-se de corpo e alma

na busca do acalanto

na doce Paz que acalma...

Como é difícil querer

se a vida nos castiga

buscando por merecer

um abraço, uma voz amiga

Como é difícil sonhar

buscar um prazer em tudo

é como sentir naufragar

na tela do cinema mudo

Como é difícil sorrir

qdo tudo é entristecer

lutar pra não sucumbir

resistir pra não morrer

Como é difícil calar

na fala do existir

é como sentir sufocar

quando o desejo é gruir

Nada por lamentar

sem direito, sem razão

é como se não foi gerado

nesse mesquinho mundo cão...

O mundo é assim

são pedaços recortados

sobras, restos, enfim

passado, presente inacabado...


Livinha, 30/março/2008

sexta-feira, 28 de março de 2008

Mãos


De nossas mãos saem raízes

plantadas pelo coração

noutras vezes, pela mente

frutos da imaginação.

Manifesta no sentimento

em luzes de abnegação,

dar-se mostra de carinhos,

caridade a nosso irmão.

Em sinais de desespero,

no impulso sem pensar,

é lançada para o mal

em derradeiro penar.

São mãos, presente Divino

nata no ser para amar

aquele que bem aproveita

bens terá a preservar.

Não as use em lança-pedra

colha flores do jardim

das pedras, marcas profundas

das flores, anjos afins...

Eleve-as para o alto

agradecendo a Jesus

que a nós, mostrou a vida

e por nós morreu na cruz...


Livinha11/09/07

Como Deus...


Queria ser como Deus

carregaria o mundo comigo

mas quem sou eu?

Deus é grandee eu simples vivente

em sua serventia....

Queria ter o dom Divino

de força e poder

para compreender o mundo

Mas Deus é amor

e eu ainda ser aprendiz, na dor

Queria ser para o mundo

a esperança

Deus é luz que desponta

no horizonte

e eu que ainda criança,

teme a vida e se esconde....

Queria como Deus,

dar aomundo a felicidade

Deus é satisfação

eu, a desiluzão,

filha da minha razão...

Queria como Deus remover

montanhas de Fé para o mundo

Mas Deus é concreto,

equilíbrio, energia

e eu, imaginário, descrente

da força que me guia.....

Queria por fim,

como Deus levar vida para o mundo

Mas Deus em sua eternidade

traz consigo a vida em toda

a sua grandeza

e eu, pobre de mim

com toda minha destreza

e simples mortal,

não me vejo capaz

pq tbém busco o sentido

da sonhada Paz mundial....


Livinha, 25/janeiro/2008

Danos...


Um dia encontrei uma casinha

de alicerces fortes que me abrigou

e apos anos vividos, a tristeza

enfraqueceu-na e ela desabou....

Perambulei sozinha, ao abrigo

de Deus somente

cuidando apenas de minhas sementes

que esta casinha em mim semeou....

mas Deus me dizia contente

segue filha, cabeça erguida

na trilha de tua herança

haverás de encontrar outro abrigo,

meio a tua andança...

Agora encontrei uma choupana

que a outros abraçou,

me acolheu com carinho

assim num simples jeitinho

e o amor acordou

Mas sinto ela ruir

faltando a segurança

e o medo a persistir

de volta em minha andança....


Livinha/26/janeiro/2008

Rastreando...


Hum tô sentindo cheiro de tristezade

algo esparramado dentro de ti,

roubando tua beleza.....

Sinto cheiro de pausa no ar

de inconstancias e aflições deixando te levar...

Ei, sorria, cadê aquele sorriso

que nunca contido te faz gargalhar?

àquele movimento tão solto

que nos momentos pouco a pouco

te faz revirar e se mostrar?

menina cativa a cantarolar

alegrias, irreverencias compactos simples de consciência

qual pureza de um ser criança...Cadê a tua bonança

abordada pelas manhãs

trazendo esperanças

em teu despertar?...

Deixa essa mulher de lado

ela te faz chorar

vmos cantar e sorrir para o tempo

que trazido pelo vento

nos convida o festejar

vem minha amiga

vem, vamos brincar....


(Livinha, 14/março/2008)

Pensando.....


Pensando em você chorei...

Sob o banho das estrelas adormeci....

contando o brilho estrelar

percebi elas todas se formarem

como a mostrar um caminho

que deverei seguir...

linda passarela se fez brilhar

e eu me soergui a caminhar....

Ó estrelas onde querer me levar

nesta noite que me fala de saudade?

e uma outra mais adiante

mostrava-me a felicidade...

acalmando o meu coração

dando-me tranquilidade....

e a lua pra mim a sorrir

mostrando o encanto

de minhas verdades........


(Livinha, 13/março/2008)

quarta-feira, 26 de março de 2008

Amigos


Amigos,

Vamos lá deixa eu tentar

buscar na minha inspiração

o que procura dizer

o meu pobre coração.

Ao contrário da canção

amigo, não é coisa

e nem foi feito pra se guardar

se guardar, fica esquecidos

e esquecido não se faz lembrar.

Do lado esquerdo do peito

ele faz tum, tum, tum tum

é o tok do carinho

crescendo fazendo zoom.

Acionando as lembranças

de sua presença amiga,

falando no pensamento

vem comigo, me siga!

Nos momentos de tristeza

parece advinhar

mandando poemas lindos

lembrando o verbo amar.

Outras vzes na alegria

conosco segue a cantar

com festejo e simpatia

em torcida a saltitar.

Amigo é pra se guardar?

sim, ao tok despertador,

é não deixa-lo dormir

pra saudade não virar dor.

Não trancar em 7 chaves

amigos devemos doar

para alguém já esquecido

no mundo, n'algum lugar.

Amigo(a) amo você

e mto temos por trocar

o tudo que vc sabe

quero aprender

o tudo que eu já sei,

vou te ensinar.

meu beijo carinhoso

em seu lindo coração

pelo que me representas,

eis a minha inspiração.....


Lívia:20/Julho/07

Inquilino


Você partiu sem me avisar
Batendo a porta do meu coração
Levando a chave,
como que selando o seu lugar.
Se você foi embora
Por que essa sensação
De você em mim estar?
Outra chave eu busquei
Pra vasculhar meu coração
E quando nele adentrei
Foi tamanha emoção
Seus pertences espalhados
Me falando de você
E o meu peito gritando
Palpitante fez tremer...
Sua imagem gravada
Que no real encontrei,
Com aceno singular
Adeus, não voltarei
Mas aqui ainda deixo
Meu sucessor de amor
Me dando continuidade
Do que o tempo deixou
Fique com nossas lembranças
nesta triste realidade
Estou partindo,
mas deixando o Inquilino
Que te ama como eu, pois
O seu nome é SAUDADE....

Lívia, 08/nov/2005




sábado, 22 de março de 2008

Acreditar


Acreditar


Que em algum lugar

a felicidade está

a me esperar...

Acreditar que o ontem

pode me devolver

algo que me foi tirado(?)

hum.... mera ilusão...

O material não tem devolução

mas acreditar que o espiritual

esse nunca retirado,

é tudo de especial

nun caminho já traçado

que levarei comigo

por onde passar...

Como andarilha sigo,

na mala levando apenas

as lembranças que quiser

porque lá no infinito,

mostrarei a minha Fé

como resposta daquilo

que sou,

todas as minhas alegrias

e tristezas reparadas

comigo chegarão

na minha eterna morada...



sexta-feira, 21 de março de 2008

Liberdade, Sim ou Não







Do ir e vir que almejo

para os meus passos seguir

ultrapassam meus desejos

do meu verdadeiro sentir

mas chegam-me as cobranças

de minha presença falha

nas palavras que me lançam

como profunda navalha.

Quero sair sem demora

de forma naturalmente

externando por aí a fora

meus anseios simplesmente

Do ir sem destino certo

do vir sem hora marcada

sentindo-me ser liberto

caminhante desta vida errada

não atender os chamados

nem mesmo ouvir os ruídos

vivendo sem ser programado

no mundo dos excluídos.

Não pensem que sou assim

ausente do social

preciso tirar de mim

o que me faz tanto mal

São gritos de inconstâncias

sentimentos revirados

que na minha relevância

se mostram fragmentados.

Por isto preciso ir

leve, solta à voar

para que no lívre vir

esteja pronta pra amar....


(Livinha)16:00hrs...